Confira como foi o 1º de Maio da Resistência em SP

Publicado em: 05/05/2017 Publicado em: 05/05/2017

Mesmo com tantas barreiras colocadas pela Prefeitura de São Paulo, com João Doria à frente, os trabalhadores e as trabalhadoras conseguiram realizar um lindo ato na Avenida Paulista no Dia dos Trabalhadores e das Trabalhadoras, na última segunda (1º).

Após o ato político, a atividade seguiu em marcha até a Praça da República, no centro, onde ocorreram apresentações musicais de Emicida, Mc Guimê, Leci Brandão, As Bahias e a Cozinha Mineira, Ilu Obá de Min, Bixiga 70 e Sinhá Flor.

O 1º de Maio de 2017 foi, mais uma vez, um ato de luta e resistência contra o maior ataque aos direitos trabalhistas, previdenciários e sociais já ocorrido na história no Brasil.

A atividade também ocorreu três dias após a Greve Geral, que parou o Brasil por 24 horas contra as reformas propostas pelo governo golpista de Michel Temer (PMDB). Desde que assumiu o poder por meio do golpe, Temer já destruiu políticas importantes e de desenvolvimento da nação brasileira em praticamente todos os setores, promovendo reformas que atendem somente aos interesses dos grandes empresários e da classe dominante.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.