Saiba por que os trabalhadores dos Correios estão em greve a partir de hoje

Você está desempregado? seu esposo? sua esposa? seu filho ou filha nessa situação?

Escrito por: Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios de SP • Última modificação: 12/03/2018 - 11:33 • Publicado em: 12/03/2018 - 11:16 Escrito por: Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios de SP Publicado em: 12/03/2018 - 11:16 Última modificação: 12/03/2018 - 11:33

Arquivo/Agência Brasil

Você sabia que nos Correios tem mais de 20 mil vagas em aberto, e o último concurso público foi realizado lá atrás em 2011, e o atual governo quer agravar ainda mais a crise do desemprego não contratando mais funcionários na maior empresa desse país

Os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios estarão de greve, mas o assunto reajuste salarial nem está em pauta, a categoria estará de greve para forçar o governo realizar o concurso público e repor as mais de 20 mil vagas deficitárias em todo país.

A greve é para defender o direito do povo em receber suas correspondências diariamente, com qualidade e dentro do prazo.

A greve é contra a medida do governo Temer, Kassab e Guilherme Campos presidente dos Correios que publicaram uma portaria autorizando os Correios a não mais entregarem cartas todos os dias, pra população saber eles querem que vocês recebam cartas apenas 2 vezes por semana.

Essa greve é porque os correios querem fechar milhares de agências em todo país, deixando a população sem atendimento e direito a comunicação.

Essa greve é porque os Correios suspenderam as férias de todos Trabalhadores por tempo indeterminado, não podemos mais ter o direito as férias como qualquer trabalhador.

Nossa greve é pra defender você, população que está afetada por conta da má gestão dos Correios.

Essa greve é pra pedir melhorias para toda população!!!

● Defender os Correios do sucateamento e da privatização.

● Concurso Público e contratação de funcionários.

● Que as agências e CDDs continuem abertas e que a visita do carteiro seja diária nas casas de todos os brasileiros.

● Defender o cargo de OTT, impedir demissões nas agências e em qualquer setor, a demissão motivada e a terceirização de serviços.

● Acabar com a suspensão da férias, com a falta de efetivo nas unidades, com a extinção do diferencial de mercado e evitar outros ataques.

Todos os trabalhadores dos Correios parados é a única forma de defender os direitos da categoria que estão sendo vorazmente atacados pelo governo Temer e seus parceiros na direção da ECT.

Título: Saiba por que os trabalhadores dos Correios estão em greve a partir de hoje, Conteúdo: Você sabia que nos Correios tem mais de 20 mil vagas em aberto, e o último concurso público foi realizado lá atrás em 2011, e o atual governo quer agravar ainda mais a crise do desemprego não contratando mais funcionários na maior empresa desse país Os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios estarão de greve, mas o assunto reajuste salarial nem está em pauta, a categoria estará de greve para forçar o governo realizar o concurso público e repor as mais de 20 mil vagas deficitárias em todo país. A greve é para defender o direito do povo em receber suas correspondências diariamente, com qualidade e dentro do prazo. A greve é contra a medida do governo Temer, Kassab e Guilherme Campos presidente dos Correios que publicaram uma portaria autorizando os Correios a não mais entregarem cartas todos os dias, pra população saber eles querem que vocês recebam cartas apenas 2 vezes por semana. Essa greve é porque os correios querem fechar milhares de agências em todo país, deixando a população sem atendimento e direito a comunicação. Essa greve é porque os Correios suspenderam as férias de todos Trabalhadores por tempo indeterminado, não podemos mais ter o direito as férias como qualquer trabalhador. Nossa greve é pra defender você, população que está afetada por conta da má gestão dos Correios. Essa greve é pra pedir melhorias para toda população!!! ● Defender os Correios do sucateamento e da privatização. ● Concurso Público e contratação de funcionários. ● Que as agências e CDDs continuem abertas e que a visita do carteiro seja diária nas casas de todos os brasileiros. ● Defender o cargo de OTT, impedir demissões nas agências e em qualquer setor, a demissão motivada e a terceirização de serviços. ● Acabar com a suspensão da férias, com a falta de efetivo nas unidades, com a extinção do diferencial de mercado e evitar outros ataques. Todos os trabalhadores dos Correios parados é a única forma de defender os direitos da categoria que estão sendo vorazmente atacados pelo governo Temer e seus parceiros na direção da ECT.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.