Psicologia se une contra as reformas e por Diretas Já!

Mais do que nunca, é hora de ocuparmos os diversos espaços de luta

Escrito por: Redação SinPsi • Última modificação: 19/05/2017 - 11:41 • Publicado em: 19/05/2017 - 11:37 Escrito por: Redação SinPsi Publicado em: 19/05/2017 - 11:37 Última modificação: 19/05/2017 - 11:41

Arte: Latuff/SinPsi

O Sindicato dos Psicólogos de São Paulo (SinPsi) convoca toda a categoria a somar no ato do dia 21 de maio, próximo domingo, no vão livre do Masp, às 15h. O ato será unificado, ou seja, ocorrerá em todo o Brasil, para exigir a saída do ilegítimo presidente Michel Temer e eleições diretas.

Mediante a conjuntura política alarmante, o SinPsi ressalta que a Psicologia que defendemos é a do compromisso social, da luta pela garantia de direitos, da luta pela democracia.

Não podemos assistir ao nosso País sendo tomado de assalto por alguém que ocupou de maneira ilegítima a Presidência, desrespeitando o voto de milhões de brasileiros, promovendo uma ofensiva contra os direitos trabalhistas e sociais como jamais visto nesse país.

Michel Temer representa um governo que ascendeu e se manteve até então graças a uma sustentação que tem como bases a corrupção e a defesa dos interesses de uma elite jurídica, midiática e financeira, em detrimento dos interesses da classe trabalhadora brasileira.

Mais do que nunca, é hora de ocuparmos os diversos espaços de luta, os sindicatos, os movimentos sociais e, sobretudo, as ruas! Exigimos a renúncia de Temer! Mais do que isso, exigimos Diretas Já, pois as forças políticas que se aliaram a Temer para atacar a classe trabalhadora, tão logo ele perdeu sua utilidade, já passaram a se organizar para encontrar um substituto com a mesma finalidade, através das eleições indiretas. 

Os que defendem as eleições indiretas querem apenas um outro representante para segurar a tesoura das Reformas, a tesoura do corte de nossos direitos! E nós queremos e lutaremos para exercer nosso direito de votar e eleger um projeto de País justo e democrático.

A denúncia contra Temer

As provas de corrupção e suborno envolvendo diretamente o golpista Michel Temer, numa operação com a JBS para calar o ex-deputado Eduardo Cunha comprovam, o que há mais de um ano afirmamos, que o ilegítimo Temer não tem qualquer condição de continuar na presidência da República.

Só o voto popular pode resolver essa imensa crise política, resgatar a democracia e credibilidade na principal instituição brasileira. Qualquer outra saída será golpe dentro do próprio golpe.

Título: Psicologia se une contra as reformas e por Diretas Já!, Conteúdo: O Sindicato dos Psicólogos de São Paulo (SinPsi) convoca toda a categoria a somar no ato do dia 21 de maio, próximo domingo, no vão livre do Masp, às 15h. O ato será unificado, ou seja, ocorrerá em todo o Brasil, para exigir a saída do ilegítimo presidente Michel Temer e eleições diretas. Mediante a conjuntura política alarmante, o SinPsi ressalta que a Psicologia que defendemos é a do compromisso social, da luta pela garantia de direitos, da luta pela democracia. Não podemos assistir ao nosso País sendo tomado de assalto por alguém que ocupou de maneira ilegítima a Presidência, desrespeitando o voto de milhões de brasileiros, promovendo uma ofensiva contra os direitos trabalhistas e sociais como jamais visto nesse país. Michel Temer representa um governo que ascendeu e se manteve até então graças a uma sustentação que tem como bases a corrupção e a defesa dos interesses de uma elite jurídica, midiática e financeira, em detrimento dos interesses da classe trabalhadora brasileira. Mais do que nunca, é hora de ocuparmos os diversos espaços de luta, os sindicatos, os movimentos sociais e, sobretudo, as ruas! Exigimos a renúncia de Temer! Mais do que isso, exigimos Diretas Já, pois as forças políticas que se aliaram a Temer para atacar a classe trabalhadora, tão logo ele perdeu sua utilidade, já passaram a se organizar para encontrar um substituto com a mesma finalidade, através das eleições indiretas.  Os que defendem as eleições indiretas querem apenas um outro representante para segurar a tesoura das Reformas, a tesoura do corte de nossos direitos! E nós queremos e lutaremos para exercer nosso direito de votar e eleger um projeto de País justo e democrático. A denúncia contra Temer As provas de corrupção e suborno envolvendo diretamente o golpista Michel Temer, numa operação com a JBS para calar o ex-deputado Eduardo Cunha comprovam, o que há mais de um ano afirmamos, que o ilegítimo Temer não tem qualquer condição de continuar na presidência da República. Só o voto popular pode resolver essa imensa crise política, resgatar a democracia e credibilidade na principal instituição brasileira. Qualquer outra saída será golpe dentro do próprio golpe.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.