Plebiscito pela Reforma do Sistema Político promove coletiva de imprensa nesta quarta (24)

Presidente da CUT, Vagner Freitas, e dirigente do MST, João Paulo Rodrigues, divulgam resultado da campanha

Escrito por: Redação - CUT São Paulo • Publicado em: 22/09/2014 - 09:43 Escrito por: Redação - CUT São Paulo Publicado em: 22/09/2014 - 09:43

O resultado final da votação nas urnas fixas do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político será apresentado nesta quarta-feira (24), às 14h, em coletiva de imprensa no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo. Presidente da CUT, Vagner Freitas, e dirigente do MST, João Paulo Rodrigues, são os representantes que divulgarão o resultado da campanha. 

Até o momento, só foram apresentados os resultados da votação online. Do total votaram 1.744.872 pessoas pela internet em todo o país. Destas 96,9% (1.691.006) votaram "sim" à Constituinte, e 3,1% (53.866) votaram "não". 

Segundo nota das organizações que participam, depois do resultado apresentado, mas ainda sem data definida, os números finais serão entregues aos três poderes: "Presidência da República (Executivo), Congresso Nacional (Legislativo) e Supremo Tribunal Federal (Judiciário), como forma de pressionar, especialmente o Congresso, por um Plebiscito Oficial com o mesmo tema do Plebiscito Popular”, diz a nota.
Título: Plebiscito pela Reforma do Sistema Político promove coletiva de imprensa nesta quarta (24), Conteúdo: O resultado final da votação nas urnas fixas do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político será apresentado nesta quarta-feira (24), às 14h, em coletiva de imprensa no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo. Presidente da CUT, Vagner Freitas, e dirigente do MST, João Paulo Rodrigues, são os representantes que divulgarão o resultado da campanha.  Até o momento, só foram apresentados os resultados da votação online. Do total votaram 1.744.872 pessoas pela internet em todo o país. Destas 96,9% (1.691.006) votaram "sim" à Constituinte, e 3,1% (53.866) votaram "não".  Segundo nota das organizações que participam, depois do resultado apresentado, mas ainda sem data definida, os números finais serão entregues aos três poderes: "Presidência da República (Executivo), Congresso Nacional (Legislativo) e Supremo Tribunal Federal (Judiciário), como forma de pressionar, especialmente o Congresso, por um Plebiscito Oficial com o mesmo tema do Plebiscito Popular”, diz a nota.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.