Petroleiros: Unificado para nove terminais em dia de mobilização na Transpetro

Ato faz parte da campanha dos petroleiros em defesa da Petrobrás e aconteceu nas unidades da Transpetro de todo o país

Escrito por: Alessandra Campos - Sindipetro SP • Publicado em: 16/07/2015 - 18:00 Escrito por: Alessandra Campos - Sindipetro SP Publicado em: 16/07/2015 - 18:00

Categoria mobilizada em GuararemaFoto: Divulgação-SindipetroCategoria mobilizada em GuararemaTrabalhadores dos nove terminais da Petrobrás Transporte (Transpetro), que fazem parte da base do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP), iniciaram o expediente mais tarde na manhã da quinta (16.07). A direção do Sindicato promoveu mobilizações em frente às unidades e atrasou em cerca de duas horas a entrada dos trabalhadores próprios e terceirizados.

O ato faz parte da campanha dos petroleiros em defesa da Petrobrás e aconteceu nas unidades da Transpetro de todo o país. O Unificado parou os terminais de Guararema, São Caetano, Barueri, Guarulhos, Ribeirão Preto, Brasília, Senador Canedo (Goiás), Uberaba e Uberlândia.

A categoria protesta contra o Projeto de Lei 131, de autoria do senador José Serra, que retira da Petrobrás a condição de operadora única do pré-sal, e reivindica a reincorporação da Transpetro ao sistema Petrobrás.
Nas conversas com os trabalhadores, os dirigentes do Unificado abordaram a conjuntura política do país, o momento delicado pelo qual passa a Petrobrás, as ameaças de venda de ativos da empresa, o projeto entreguista de Serra e a necessidade da mobilização da categoria na luta pela soberania nacional.

 

Título: Petroleiros: Unificado para nove terminais em dia de mobilização na Transpetro, Conteúdo: Trabalhadores dos nove terminais da Petrobrás Transporte (Transpetro), que fazem parte da base do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP), iniciaram o expediente mais tarde na manhã da quinta (16.07). A direção do Sindicato promoveu mobilizações em frente às unidades e atrasou em cerca de duas horas a entrada dos trabalhadores próprios e terceirizados. O ato faz parte da campanha dos petroleiros em defesa da Petrobrás e aconteceu nas unidades da Transpetro de todo o país. O Unificado parou os terminais de Guararema, São Caetano, Barueri, Guarulhos, Ribeirão Preto, Brasília, Senador Canedo (Goiás), Uberaba e Uberlândia. A categoria protesta contra o Projeto de Lei 131, de autoria do senador José Serra, que retira da Petrobrás a condição de operadora única do pré-sal, e reivindica a reincorporação da Transpetro ao sistema Petrobrás. Nas conversas com os trabalhadores, os dirigentes do Unificado abordaram a conjuntura política do país, o momento delicado pelo qual passa a Petrobrás, as ameaças de venda de ativos da empresa, o projeto entreguista de Serra e a necessidade da mobilização da categoria na luta pela soberania nacional.  



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.