Petroleiros lançam campanha nacional pela recomposição do efetivo

Campanha será lançada nesta quinta (13), especialmente para recomposição na Refinaria de Paulínia (Replan), com ato do Sindipetro-SP em frente à portaria sul da unidade.

Escrito por: Alessandra Campos - Sindipetro-SP • Publicado em: 11/02/2014 - 16:15 Escrito por: Alessandra Campos - Sindipetro-SP Publicado em: 11/02/2014 - 16:15

O Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP) lança, nesta quinta-feira (13.02), uma campanha nacional pela recomposição do efetivo nas unidades da Petrobrás, especialmente na Refinaria de Paulínia (Replan). Diretores do sindicato farão um ato em frente à Portaria Sul da Replan, onde discutirão com os trabalhadores, além da questão da falta de funcionários, o Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV), proposta apresentada pela Petrobrás e quem tem ocasionado uma série de dúvidas.

O ato na Replan será realizado a partir das 7 horas desta quinta-feira, na entrada dos trabalhadores do turno e do setor administrativo, que envolvem cerca de 600 pessoas. O sindicato servirá um café da manhã e fará um bate-papo com os trabalhadores sobre os assuntos em pauta. ??Vamos parar os ônibus e convidar o pessoal a participar da mobilização. Nossa ideia é que os ônibus entrem vazios na refinaria?, afirmou o diretor do Unificado, Arthur Ragusa.

O ato deve atrasar em, pelo menos, uma hora a entrada dos trabalhadores.

??E muito importante contarmos com a participação do maior número possível de pessoas porque está havendo sobrecarga de trabalho e extensão da jornada dentro da refinaria e isso afeta a saúde do trabalhador, além de aumentar o risco de acidentes?, comentou Ragusa.

Segundo o diretor, a maioria dos cerca de 500 operadores da Replan fazem uma média de 40 horas extras semanais. ??A maior parte do pessoal é obrigada a estender a sua jornada porque não tem trabalhadores para rendê-los. Essa condição prejudica a vida familiar do trabalhador, sua saúde, segurança e capacidade cognitiva?, destacou o diretor.

Título: Petroleiros lançam campanha nacional pela recomposição do efetivo, Conteúdo: O Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP) lança, nesta quinta-feira (13.02), uma campanha nacional pela recomposição do efetivo nas unidades da Petrobrás, especialmente na Refinaria de Paulínia (Replan). Diretores do sindicato farão um ato em frente à Portaria Sul da Replan, onde discutirão com os trabalhadores, além da questão da falta de funcionários, o Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV), proposta apresentada pela Petrobrás e quem tem ocasionado uma série de dúvidas. O ato na Replan será realizado a partir das 7 horas desta quinta-feira, na entrada dos trabalhadores do turno e do setor administrativo, que envolvem cerca de 600 pessoas. O sindicato servirá um café da manhã e fará um bate-papo com os trabalhadores sobre os assuntos em pauta. ??Vamos parar os ônibus e convidar o pessoal a participar da mobilização. Nossa ideia é que os ônibus entrem vazios na refinaria?, afirmou o diretor do Unificado, Arthur Ragusa. O ato deve atrasar em, pelo menos, uma hora a entrada dos trabalhadores. ??E muito importante contarmos com a participação do maior número possível de pessoas porque está havendo sobrecarga de trabalho e extensão da jornada dentro da refinaria e isso afeta a saúde do trabalhador, além de aumentar o risco de acidentes?, comentou Ragusa. Segundo o diretor, a maioria dos cerca de 500 operadores da Replan fazem uma média de 40 horas extras semanais. ??A maior parte do pessoal é obrigada a estender a sua jornada porque não tem trabalhadores para rendê-los. Essa condição prejudica a vida familiar do trabalhador, sua saúde, segurança e capacidade cognitiva?, destacou o diretor.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.