Jaú: Calçadistas conquistam aumento real

Além do reajuste acima da inflação, negociações garantiram direitos

Escrito por: Redação STICJ • Publicado em: 13/09/2017 - 12:39 Escrito por: Redação STICJ Publicado em: 13/09/2017 - 12:39

Diego Orejuela Assembleias foram reailzadas nos locais de trabalho e na sede do Sindicato, com ampla participação

Em assembleia realizada no último domingo, dia 10 de setembro, os trabalhadores calçadistas de Jaú (cidade paulista, localizada cerca de 300Km da capital) aprovaram a contraproposta patronal para os reajustes nos salários e na cesta básica. Cerca de 75% da categoria que participou das assembleias nos locais de trabalho e na sede do Sindicato, concordou com o reajuste de 7,62% no piso salarial, 3,56% nas demais faixas e o fim da negativa dos atestados médicos para o recebimento do valor integral da cesta básica, que sofrerá reajuste de 7,4%.

Todos os reajustes apresentam ganho real, ou seja, os índices são superiores à inflação do período de 1 ano (julho de 2016 à julho de 2017), que mediu 2,56%, segundo o INCP/IBGE. “As Campanhas Salariais 2017 estão sendo difíceis para todas as categorias. Os patrões estão se aproveitando da Reforma Trabalhista para tentar retirar direitos e em Jaú não foi diferente. Apesar das dificuldades, conquistamos reajustes acima da inflação, regras mais justas para a concessão do valor integral da cesta-básica e a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva. Sabemos que a categoria merece muito mais e continuaremos lutando por melhores salários, benefícios e condições de trabalho”, avaliou Miro Jacintho, presidente do Sindicato.

Assinatura

A nova Convenção Coletiva deverá ser assinada ainda nesta semana. Em outubro, o Sindicato voltará para a mesa de negociações com objetivo de garantir os direitos dos trabalhadores/as mediante a Reforma Trabalhista, que começará a valer a partir do dia 11 de novembro.

Título: Jaú: Calçadistas conquistam aumento real, Conteúdo: Em assembleia realizada no último domingo, dia 10 de setembro, os trabalhadores calçadistas de Jaú (cidade paulista, localizada cerca de 300Km da capital) aprovaram a contraproposta patronal para os reajustes nos salários e na cesta básica. Cerca de 75% da categoria que participou das assembleias nos locais de trabalho e na sede do Sindicato, concordou com o reajuste de 7,62% no piso salarial, 3,56% nas demais faixas e o fim da negativa dos atestados médicos para o recebimento do valor integral da cesta básica, que sofrerá reajuste de 7,4%. Todos os reajustes apresentam ganho real, ou seja, os índices são superiores à inflação do período de 1 ano (julho de 2016 à julho de 2017), que mediu 2,56%, segundo o INCP/IBGE. “As Campanhas Salariais 2017 estão sendo difíceis para todas as categorias. Os patrões estão se aproveitando da Reforma Trabalhista para tentar retirar direitos e em Jaú não foi diferente. Apesar das dificuldades, conquistamos reajustes acima da inflação, regras mais justas para a concessão do valor integral da cesta-básica e a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva. Sabemos que a categoria merece muito mais e continuaremos lutando por melhores salários, benefícios e condições de trabalho”, avaliou Miro Jacintho, presidente do Sindicato. Assinatura A nova Convenção Coletiva deverá ser assinada ainda nesta semana. Em outubro, o Sindicato voltará para a mesa de negociações com objetivo de garantir os direitos dos trabalhadores/as mediante a Reforma Trabalhista, que começará a valer a partir do dia 11 de novembro.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.