Grupo dos Trabalhadores da CNV realiza Ato Sindical Unitário em Santos (SP) nos dias 27 e 28

Na oportunidade, serão coletados depoimentos de trabalhadores e sindicalistas perseguidos pela ditadura

Escrito por: Comissão Nacional da Verdade • Publicado em: 27/11/2013 - 11:46 Escrito por: Comissão Nacional da Verdade Publicado em: 27/11/2013 - 11:46
Imagem: Divulgação Imagem: Divulgação

A cidade de Santos, no litoral paulista, vai se tornar o palco de um importante evento para trazer à tona relatos de injustiças, arbitrariedades e violências praticadas contra sindicalistas e trabalhadores da região durante a ditadura civil-militar (1964-1985).

Nos próximos dias 27 e 28 de novembro, o Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (Avenida Conselheiro Nébias, 248, Vila Mathias, Santos) receberá o Ato Sindical Unitário e o Encontro com a Memória e a Verdade dos Trabalhadores por Justiça e Reparação.

Um dos objetivos desse encontro é ouvir relatos de trabalhadores e sindicalistas perseguidos pela ditadura civil-militar brasileira. Familiares também poderão dar testemunhos sobre parentes que foram alvo de violações e perseguição, assim como citar o sofrimento e as dificuldades familiares vividas por esta perseguição política.

Serão coletados depoimentos de ex-funcionários da Cosipa (atual Usiminas), Docas de Santos (atual Codesp), Refinaria Presidente Bernardes, portuários, bancários e sindicalistas de entidades cujas direções foram afastadas e sofreram intervenções dos militares.

O encontro está sendo coordenado pelo Grupo de Trabalho (GT) Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical da Comissão Nacional da Verdade (CNV), coletivo integrado por dez centrais sindicais, em parceria com entidades locais.

As centrais sindicais representadas na Baixada Santista e o Comitê Popular de Santos pela Memória, Verdade e Justiça estão organizando essa iniciativa, que terá a participação da advogada Dra. Rosa Cardoso, da Comissão Nacional da Verdade.

A CNV está em fase continuada de pesquisa e de diálogo com os trabalhadores, para levantamento de testemunhos e documentos sobre a repressão política durante a ditadura e a resistência deles ao arbítrio ditatorial. Outros atos sindicais unitários estão sendo organizados em várias regiões do estado de São Paulo, como no ABC, Osasco e Vale do Paraíba.

Fórum Sindical de Debates

O encontro também homenageará o Fórum Sindical de Debates, fundado em 1956 por 53 sindicatos de Santos e Região. Essa entidade é considerada a primeira central intersindical regional do Brasil. Na época, era uma das mais poderosas organizações de trabalhadores no Brasil e vanguarda das lutas sociais brasileiras naquele momento político. Por esse motivo, tornou-se alvo principal dos agentes da ditadura.

Programação

27 de novembro às 18h30

Abertura do Ato Sindical Unitário no Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista ?? Rua Conselheiro Nébias, 248 ?? Vila Mathias ?? Santos ?? São Paulo.

Na ocasião, serão registradas manifestações de integrantes das centrais sindicais, sindicatos, representantes das Comissões da Verdade (nacional, estadual, de Santos e de Cubatão) e de trabalhadores que participaram do Fórum Sindical de Debates.

28 de novembro, das 9 às 18 horas

Depoimentos - No mesmo local

Os trabalhadores perseguidos e suas famílias darão seus testemunhos

A organização do evento está preparando uma lista de depoentes. No entanto, todas as pessoas politicamente perseguidas durante a ditadura civil-militar e suas famílias poderão procurar a organização para realizar testemunhos. Os interessados devem encaminhar e-mail com nome e contatos para san.assumpcao@cnv.presidencia.gov.br.

Título: Grupo dos Trabalhadores da CNV realiza Ato Sindical Unitário em Santos (SP) nos dias 27 e 28, Conteúdo: A cidade de Santos, no litoral paulista, vai se tornar o palco de um importante evento para trazer à tona relatos de injustiças, arbitrariedades e violências praticadas contra sindicalistas e trabalhadores da região durante a ditadura civil-militar (1964-1985). Nos próximos dias 27 e 28 de novembro, o Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (Avenida Conselheiro Nébias, 248, Vila Mathias, Santos) receberá o Ato Sindical Unitário e o Encontro com a Memória e a Verdade dos Trabalhadores por Justiça e Reparação. Um dos objetivos desse encontro é ouvir relatos de trabalhadores e sindicalistas perseguidos pela ditadura civil-militar brasileira. Familiares também poderão dar testemunhos sobre parentes que foram alvo de violações e perseguição, assim como citar o sofrimento e as dificuldades familiares vividas por esta perseguição política. Serão coletados depoimentos de ex-funcionários da Cosipa (atual Usiminas), Docas de Santos (atual Codesp), Refinaria Presidente Bernardes, portuários, bancários e sindicalistas de entidades cujas direções foram afastadas e sofreram intervenções dos militares. O encontro está sendo coordenado pelo Grupo de Trabalho (GT) Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical da Comissão Nacional da Verdade (CNV), coletivo integrado por dez centrais sindicais, em parceria com entidades locais. As centrais sindicais representadas na Baixada Santista e o Comitê Popular de Santos pela Memória, Verdade e Justiça estão organizando essa iniciativa, que terá a participação da advogada Dra. Rosa Cardoso, da Comissão Nacional da Verdade. A CNV está em fase continuada de pesquisa e de diálogo com os trabalhadores, para levantamento de testemunhos e documentos sobre a repressão política durante a ditadura e a resistência deles ao arbítrio ditatorial. Outros atos sindicais unitários estão sendo organizados em várias regiões do estado de São Paulo, como no ABC, Osasco e Vale do Paraíba. Fórum Sindical de Debates O encontro também homenageará o Fórum Sindical de Debates, fundado em 1956 por 53 sindicatos de Santos e Região. Essa entidade é considerada a primeira central intersindical regional do Brasil. Na época, era uma das mais poderosas organizações de trabalhadores no Brasil e vanguarda das lutas sociais brasileiras naquele momento político. Por esse motivo, tornou-se alvo principal dos agentes da ditadura. Programação 27 de novembro às 18h30 Abertura do Ato Sindical Unitário no Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista ?? Rua Conselheiro Nébias, 248 ?? Vila Mathias ?? Santos ?? São Paulo. Na ocasião, serão registradas manifestações de integrantes das centrais sindicais, sindicatos, representantes das Comissões da Verdade (nacional, estadual, de Santos e de Cubatão) e de trabalhadores que participaram do Fórum Sindical de Debates. 28 de novembro, das 9 às 18 horas Depoimentos - No mesmo local Os trabalhadores perseguidos e suas famílias darão seus testemunhos A organização do evento está preparando uma lista de depoentes. No entanto, todas as pessoas politicamente perseguidas durante a ditadura civil-militar e suas famílias poderão procurar a organização para realizar testemunhos. Os interessados devem encaminhar e-mail com nome e contatos para san.assumpcao@cnv.presidencia.gov.br.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.