Em Sorocaba, sindicalistas da CUT distribuem panfletos sobre perda de direitos

Na ação, dirigentes conversaram com a população e pediam união para ajudarem a pressionar deputados e senadores a não aprovarem medidas de retrocessos

Escrito por: Redação - SMetal • Publicado em: 01/11/2016 - 06:00 Escrito por: Redação - SMetal Publicado em: 01/11/2016 - 06:00

A panfletagem ocorreu durante toda a manhã desta segunda-feira - Fotos: SMetalA panfletagem ocorreu durante toda a manhã desta segunda-feira - Fotos: SMetalDirigentes de sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores (CUT-SP) realizaram na manhã desta segunda-feira (31), na região central de Sorocaba, distribuição de um informativo sobre projetos do governo federal que ameaçam direitos sociais e trabalhistas.

O informativo, assinado pela CUT-SP, contém informações sobre as principais propostas governistas que tramitam na Câmara e no Senado Federal.

"Esses projetos de Temer e seus aliados, além de precarizar as relações de trabalho, retrocedem no campo dos direitos sociais previstos na Constituição e ameaçam conquistas obtidas nas últimas décadas", afirma Paula Proença, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Vestuário e membro da subsede da CUT em Sorocaba.

Os temas abordados no informativo são:

- PLS 30, que permite a terceirização ilimitada e precariza às condições de trabalho.
- Medida Provisória (MP) 746/2016, que sucateia o ensino público, fechando salas de aula e retirando disciplinas como filosofia, sociologia, artes e educação física.
- PL 4567/16, que prevê apenas 30% de participação da Petrobras na exploração do pré-sal e diminui os investimentos em educação e saúde.
- Proposta de Emenda à Constituição 241 (PEC 241), que congela gastos públicos em áreas vitais para a população, como saúde e educação, por 20 anos. Aprovada na Câmara, essa proposta foi para o Senado e teve o nome mudado para PEC 55.

Na panfletagem os dirigentes conversavam com a população e pediam a união para ajudarem a pressionar deputados e senadores a não aprovarem essas medidas. O panfleto traz também informações sobre o dia 11 de novembro, para o qual a central está planejando um dia nacional de greve.


 

Título: Em Sorocaba, sindicalistas da CUT distribuem panfletos sobre perda de direitos, Conteúdo: Dirigentes de sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores (CUT-SP) realizaram na manhã desta segunda-feira (31), na região central de Sorocaba, distribuição de um informativo sobre projetos do governo federal que ameaçam direitos sociais e trabalhistas. O informativo, assinado pela CUT-SP, contém informações sobre as principais propostas governistas que tramitam na Câmara e no Senado Federal. "Esses projetos de Temer e seus aliados, além de precarizar as relações de trabalho, retrocedem no campo dos direitos sociais previstos na Constituição e ameaçam conquistas obtidas nas últimas décadas", afirma Paula Proença, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Vestuário e membro da subsede da CUT em Sorocaba. Os temas abordados no informativo são: - PLS 30, que permite a terceirização ilimitada e precariza às condições de trabalho. - Medida Provisória (MP) 746/2016, que sucateia o ensino público, fechando salas de aula e retirando disciplinas como filosofia, sociologia, artes e educação física. - PL 4567/16, que prevê apenas 30% de participação da Petrobras na exploração do pré-sal e diminui os investimentos em educação e saúde. - Proposta de Emenda à Constituição 241 (PEC 241), que congela gastos públicos em áreas vitais para a população, como saúde e educação, por 20 anos. Aprovada na Câmara, essa proposta foi para o Senado e teve o nome mudado para PEC 55. Na panfletagem os dirigentes conversavam com a população e pediam a união para ajudarem a pressionar deputados e senadores a não aprovarem essas medidas. O panfleto traz também informações sobre o dia 11 de novembro, para o qual a central está planejando um dia nacional de greve.  



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.