CUT promove seminário sobre questão racial em São Paulo

Atividade ocorre na cidade de São Paulo e debaterá temas como combate à discriminação e políticas de promoção da igualdade racial

Escrito por: Vanessa Ramos e Rafael Silva - CUT São Paulo • Publicado em: 17/11/2016 - 14:48 Escrito por: Vanessa Ramos e Rafael Silva - CUT São Paulo Publicado em: 17/11/2016 - 14:48

Arte: Secom/CUT-SPArte: Secom/CUT-SPNo dia 23 de novembro, das 9h às 18h30, no auditório da sede nacional da CUT, à Rua Caetano Pinto, 575 – Brás, centro da capital paulista, será realizado o seminário “A questão racial no novo contexto político brasileiro: desafios para a ação sindical”. A atividade é organizada pela CUT Nacional e a CUT São Paulo, por meio de suas secretarias de Combate ao Racismo e de Cultura, com parceria da Fundação Friedrich Ebert.

Mercado de trabalho, golpe, discriminação e políticas de promoção da igualdade racial são temas de debate. Um dos objetivos deste encontro “é fortalecer a ação sindical na promoção da igualdade racial no mundo do trabalho e na sociedade.”.

Secretária de Combate ao Racismo da CUT-SP, Rosana Aparecida da Silva, ressalta que é preciso fortalecer a unidade dentro dos movimentos sindical e sociais. “É importante aprofundarmos o debate neste período em que o golpe se consolida e pensarmos na criação de uma frente contra a omissão e os desmandos dos governos federal e estadual que são contra a população negra”, aponta.

 Confira, abaixo, a programação completa.

PROGRAMAÇÃO

Seminário: A questão racial no novo contexto político brasileiro: desafios para a ação sindical

08h45 – Café de boas vindas e credenciamento
09h - Abertura Política: CUT Nacional, CUT-SP, Fundação Friedrich Ebert

9h30 – Mesa “Políticas de Promoção da Igualdade Racial no atual contexto político: caminhos para a disputa de hegemonia na sociedade”

Expositoras/es:

- Doutor Sílvio Luiz de Almeida – professor de Direito na Universidade Presbiteriana Mackenzie e Presidente do Instituto Luiz Gama.

- Doutora Rosane Borges – professora de Cultura e Comunicação da USP e integrante da Cojira-SP (Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial).

Coordenação: Maria Julia Nogueira – Secretária Nacional de Combate ao Racismo da CUT

12h30 às 13h45– intervalo para almoço

14h – Mesa “Panorama do mundo do trabalho: balanço das políticas de inclusão racial e desafios para o sindicalismo”

Expositoras/es:

- Edson Santos – Ex Ministro Chefe da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Brasil

- Creuza Maria Oliveira – Secretária Geral da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad).

- Doutora Regina Camargos – Técnica do Dieese – Subseção Contraf/CUT e Professora da Escola Dieese de Ciências do Trabalho

- Coordenação: Rosana Aparecida da Silva – Secretária de Combate ao Racismo da CUT São Paulo

16h30– Mesa “Raízes socioculturais do Povo Negro: Preservação da Cultura e Resistência”

- Doutor Wilson Prudente - Promotor do Ministério Público do Trabalho e Relator da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra – OAB/RJ

- Flavio Renegado – Rapper e Educador Popular

- Coordenação: José Celestino Lourenço (Tino) Secretário Nacional de Cultura da CUT

18h30 – Encerramento e Atividade Cultural:

- Flavio Renegado – Rapper

-  Grupo de Jovens Zimba do Amapá - Grupo que resgata a identidade afro amazônica e afro religiosa, ancestralidade, pertencimento, orgulho negro, valorização da estética negra e luta pela igualdade de oportunidade e de direitos.

Coordenação: Rosana Fernandes - Secretária Nacional Adjunta de Combate ao Racismo da CUT

Título: CUT promove seminário sobre questão racial em São Paulo, Conteúdo: No dia 23 de novembro, das 9h às 18h30, no auditório da sede nacional da CUT, à Rua Caetano Pinto, 575 – Brás, centro da capital paulista, será realizado o seminário “A questão racial no novo contexto político brasileiro: desafios para a ação sindical”. A atividade é organizada pela CUT Nacional e a CUT São Paulo, por meio de suas secretarias de Combate ao Racismo e de Cultura, com parceria da Fundação Friedrich Ebert. Mercado de trabalho, golpe, discriminação e políticas de promoção da igualdade racial são temas de debate. Um dos objetivos deste encontro “é fortalecer a ação sindical na promoção da igualdade racial no mundo do trabalho e na sociedade.”. Secretária de Combate ao Racismo da CUT-SP, Rosana Aparecida da Silva, ressalta que é preciso fortalecer a unidade dentro dos movimentos sindical e sociais. “É importante aprofundarmos o debate neste período em que o golpe se consolida e pensarmos na criação de uma frente contra a omissão e os desmandos dos governos federal e estadual que são contra a população negra”, aponta.  Confira, abaixo, a programação completa. PROGRAMAÇÃO Seminário: A questão racial no novo contexto político brasileiro: desafios para a ação sindical 08h45 – Café de boas vindas e credenciamento 09h - Abertura Política: CUT Nacional, CUT-SP, Fundação Friedrich Ebert9h30 – Mesa “Políticas de Promoção da Igualdade Racial no atual contexto político: caminhos para a disputa de hegemonia na sociedade” Expositoras/es: - Doutor Sílvio Luiz de Almeida – professor de Direito na Universidade Presbiteriana Mackenzie e Presidente do Instituto Luiz Gama. - Doutora Rosane Borges – professora de Cultura e Comunicação da USP e integrante da Cojira-SP (Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial). Coordenação: Maria Julia Nogueira – Secretária Nacional de Combate ao Racismo da CUT 12h30 às 13h45– intervalo para almoço 14h – Mesa “Panorama do mundo do trabalho: balanço das políticas de inclusão racial e desafios para o sindicalismo” Expositoras/es: - Edson Santos – Ex Ministro Chefe da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Brasil - Creuza Maria Oliveira – Secretária Geral da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad). - Doutora Regina Camargos – Técnica do Dieese – Subseção Contraf/CUT e Professora da Escola Dieese de Ciências do Trabalho - Coordenação: Rosana Aparecida da Silva – Secretária de Combate ao Racismo da CUT São Paulo 16h30– Mesa “Raízes socioculturais do Povo Negro: Preservação da Cultura e Resistência” - Doutor Wilson Prudente - Promotor do Ministério Público do Trabalho e Relator da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra – OAB/RJ - Flavio Renegado – Rapper e Educador Popular - Coordenação: José Celestino Lourenço (Tino) Secretário Nacional de Cultura da CUT 18h30 – Encerramento e Atividade Cultural: - Flavio Renegado – Rapper -  Grupo de Jovens Zimba do Amapá - Grupo que resgata a identidade afro amazônica e afro religiosa, ancestralidade, pertencimento, orgulho negro, valorização da estética negra e luta pela igualdade de oportunidade e de direitos. Coordenação: Rosana Fernandes - Secretária Nacional Adjunta de Combate ao Racismo da CUT



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.