Coletivo Estadual de Saúde do Trabalhador da CUT/SP se reúne nesta quinta (28)

Representantes de todos os ramos filiados à CUT discutirão as atividades do Dia Mundial da Saúde, comemorado no próximo dia 7 de abril.

Escrito por: flaviana • Publicado em: 19/03/2013 - 12:25 Escrito por: flaviana Publicado em: 19/03/2013 - 12:25
Luiz Antonio Queiroz, secretário de Saúde do Trabalhador (a) da CUT São Paulo - Foto: CNTTLuiz Antonio Queiroz, secretário de Saúde do Trabalhador (a) da CUT São Paulo - Foto: CNTT

Redação - CUT São Paulo

O Coletivo Estadual de Saúde do Trabalhador da CUT/SP se reunirá nesta quinta (28), às 10h00, na sede da Central Unica dos Trabalhadores para discutir as atividades do Dia Mundial da Saúde, em 07 de abril. O encontro contará com a participação de representantes de todos os ramos filiados à CUT.

??O Dia Mundial da Saúde é uma data muito importante onde os sindicatos, movimentos sociais da saúde, plenárias estadual e municipal de saúde e entidades religiosas vão para as ruas do centro de São Paulo reivindicar as melhorias, além de cobrar do poder público as devidas providências para solucionar os problemas e demandas apresentados pela sociedade?, explica Luiz Antonio Queiroz, secretário de Saúde do Trabalhador (a) da CUT São Paulo.

O dirigente ressalta ainda, que ??nos últimos anos o movimento ganhou força de outros setores da sociedade e a participação nos atos e manifestações tem crescido em longa escala?, afirma Queiroz.

Título: Coletivo Estadual de Saúde do Trabalhador da CUT/SP se reúne nesta quinta (28), Conteúdo: Redação - CUT São Paulo O Coletivo Estadual de Saúde do Trabalhador da CUT/SP se reunirá nesta quinta (28), às 10h00, na sede da Central Unica dos Trabalhadores para discutir as atividades do Dia Mundial da Saúde, em 07 de abril. O encontro contará com a participação de representantes de todos os ramos filiados à CUT. ??O Dia Mundial da Saúde é uma data muito importante onde os sindicatos, movimentos sociais da saúde, plenárias estadual e municipal de saúde e entidades religiosas vão para as ruas do centro de São Paulo reivindicar as melhorias, além de cobrar do poder público as devidas providências para solucionar os problemas e demandas apresentados pela sociedade?, explica Luiz Antonio Queiroz, secretário de Saúde do Trabalhador (a) da CUT São Paulo. O dirigente ressalta ainda, que ??nos últimos anos o movimento ganhou força de outros setores da sociedade e a participação nos atos e manifestações tem crescido em longa escala?, afirma Queiroz.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.