CNTRV dá início ao “Projeto de Formação e Organização de Mulheres do Ramo Vestuário da CUT”

Primeira etapa envolveu 38 mulheres sindicalistas da região nordeste

Escrito por: Redação CNTRV • Publicado em: 11/09/2017 - 10:24 Escrito por: Redação CNTRV Publicado em: 11/09/2017 - 10:24

Foto: Josenildo Melo Projeto teve início com Encontro Regional Nordeste

De 3 a 5 de setembro, em Fortaleza, foi realizado a primeira etapa do Projeto de Formação e Organização de Mulheres Sindicalistas do Ramo Vestuário da CUT, desenvolvido pela CNTRV, em pareceria com o Solidary Center da AFL/Cio, maior central sindical norte-americana e uma das mais importantes do mundo.

O Projeto prevê a realização de 3 encontros regionais (nordeste, sudeste ampliado e sul), além de um grande encontro nacional reunindo todas as participantes.

O Encontro Regional Nordeste reuniu 38 representantes das entidades filiadas à CNTRV nos estados da Bahia, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. “Já neste primeiro encontro confirmamos o quanto o Projeto é importante para que as sindicalistas do nosso Ramo se capacitem e se organizem cada vez mais.  As dificuldades impostas às mulheres estão em todos os espaços: na vida, no trabalho e também nas organizações sindicais e populares. Nosso maior desafio está no fortalecimento de nossa representação frente à luta contra o machismo e todas as formas de preconceito”, avaliou Cida Trajano, presidenta da CNTRV, durante exposição sobre sua trajetória no movimento sindical.

Para Trajano, a realização do Projeto será um grande passo para o fortalecimento das mulheres nos espaços sindicais do Ramo Vestuário da CUT. “Não vejo outra forma de promover a igualdade entre homens e mulheres, se não pela representação. Mais do que estar nos sindicatos, precisamos participar das decisões importantes”, apontou a sindicalista. 

Programação

O primeiro encontro do Projeto, contou com uma programação bastante diversificada que promoveu o conhecimento sobre a luta e organização das mulheres e a percepção das desigualdades entre homens e mulheres nos locais de trabalho, na sociedade e nos espaços de poder. “Conhecer um pouco da nossa própria história e reconhecer as dificuldades atuais, são passos importantes para consolidação de uma proposta de organização que supere todas os desafios para a construção da igualdade entre os gêneros”, explicou Jana Silverman, representante da AFL-Cio.

Exposições de lideranças nacionais e regionais como Graça Costa (Secretária Nacional de Relações do Trabalho da CUT); Carmem Santiago (Secretária Geral da CUT Ceará); e Rita Pinheiro, (Assessora da Secretaria Nacional da Mulher Trabalhadora da CUT), realizaram exposições temáticas como forma de contribuir no processo formativo das participantes.

O presidente da CUT no estado do Ceará, Francisco Will, e a dirigente Carmem Santiago, além do presidente da Federação Norte/Nordeste do Vestuário, José Mandu, também participaram da abertura do evento.

 

Título: CNTRV dá início ao “Projeto de Formação e Organização de Mulheres do Ramo Vestuário da CUT”, Conteúdo: De 3 a 5 de setembro, em Fortaleza, foi realizado a primeira etapa do Projeto de Formação e Organização de Mulheres Sindicalistas do Ramo Vestuário da CUT, desenvolvido pela CNTRV, em pareceria com o Solidary Center da AFL/Cio, maior central sindical norte-americana e uma das mais importantes do mundo. O Projeto prevê a realização de 3 encontros regionais (nordeste, sudeste ampliado e sul), além de um grande encontro nacional reunindo todas as participantes. O Encontro Regional Nordeste reuniu 38 representantes das entidades filiadas à CNTRV nos estados da Bahia, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. “Já neste primeiro encontro confirmamos o quanto o Projeto é importante para que as sindicalistas do nosso Ramo se capacitem e se organizem cada vez mais.  As dificuldades impostas às mulheres estão em todos os espaços: na vida, no trabalho e também nas organizações sindicais e populares. Nosso maior desafio está no fortalecimento de nossa representação frente à luta contra o machismo e todas as formas de preconceito”, avaliou Cida Trajano, presidenta da CNTRV, durante exposição sobre sua trajetória no movimento sindical. Para Trajano, a realização do Projeto será um grande passo para o fortalecimento das mulheres nos espaços sindicais do Ramo Vestuário da CUT. “Não vejo outra forma de promover a igualdade entre homens e mulheres, se não pela representação. Mais do que estar nos sindicatos, precisamos participar das decisões importantes”, apontou a sindicalista.  Programação O primeiro encontro do Projeto, contou com uma programação bastante diversificada que promoveu o conhecimento sobre a luta e organização das mulheres e a percepção das desigualdades entre homens e mulheres nos locais de trabalho, na sociedade e nos espaços de poder. “Conhecer um pouco da nossa própria história e reconhecer as dificuldades atuais, são passos importantes para consolidação de uma proposta de organização que supere todas os desafios para a construção da igualdade entre os gêneros”, explicou Jana Silverman, representante da AFL-Cio. Exposições de lideranças nacionais e regionais como Graça Costa (Secretária Nacional de Relações do Trabalho da CUT); Carmem Santiago (Secretária Geral da CUT Ceará); e Rita Pinheiro, (Assessora da Secretaria Nacional da Mulher Trabalhadora da CUT), realizaram exposições temáticas como forma de contribuir no processo formativo das participantes. O presidente da CUT no estado do Ceará, Francisco Will, e a dirigente Carmem Santiago, além do presidente da Federação Norte/Nordeste do Vestuário, José Mandu, também participaram da abertura do evento.  



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.