Campanha Salarial: primeira rodada de negociação com as empresas aéreas termina sem proposta e calendário

Bancada patronal enviará a proposta de calendário de reuniões até a próxima segunda-feira

Escrito por: Vanessa Barboza - Sindigru • Última modificação: 11/10/2017 - 11:08 • Publicado em: 11/10/2017 - 11:05 Escrito por: Vanessa Barboza - Sindigru Publicado em: 11/10/2017 - 11:05 Última modificação: 11/10/2017 - 11:08

Vanessa Barboza/Mídia Consulte

Dirigentes do Sindigru, da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac), e da Federação Nacional dos Trabalhadores em Transportes (FNTTAA) participaram na segunda-feira (9) da primeira rodada de negociação da Campanha Salarial dos Aeronautas e Aeroviários 2017 com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA). A reunião aconteceu no Ibirapuera Tower, em São Paulo.

Neste ano, a negociação da Campanha Salarial será em conjunto com a FNTTAA. A pauta de reivindicações das categorias foi entregue  há quase 15 dias e o SNEA disse na rodada  que ainda está avaliando "cuidadosamente todos os pontos". “Nosso desejo é que as negociações sejam encerradas antes da data-base das categorias, 1º de dezembro”,  pontuou o presidente do Sindicato patronal, Ronaldo Bento Trad.

Para o Sindigru e as Federações, o sentimento da primeira rodada é de frustração, pois a bancada patronal não apresentou nenhuma proposta, já que a pauta foi entregue, no dia 22 de setembro, e nem o calendário de negociação.

Calendário

Na reunião ficou definido que as rodadas de negociação deverão acontecer de  forma alternada, na Fentac, na FNTTA e no SNEA.  A bancada patronal enviará a proposta de calendário de reuniões para as entidades até a próxima segunda-feira (16). Diante disso, a próxima rodada ainda não tem data definida.

Reivindicações

Neste ano, os  aeronautas e aeroviários reivindicam a reposição integral da inflação da data-base, 1º de dezembro, e ganho real (produtividade) que totaliza 5% nos salários, pisos, diárias de alimentação (exceto internacionais), vale-alimentação,  seguro de vida e  no vale-refeição.

Entre as principais reivindicações sociais dos aeroviários estão: garantia de creche ao pai aeroviário; garantia de emprego ou salário à empregada que sofrer aborto; falta abonada para o aeroviário atleta; pagamento do Auxílio Maquiagem para as aeroviárias; implementação de Campanhas contra assédio moral, sexual, homofobia e discriminação; auxílio acidente e subsídio de medicamentos em casos de acidente no trabalho.

Data-base

A data-base das categorias é 1º de dezembro e estarão em Campanha cerca de  70 mil  aeronautas e aeroviários da base da Fentac.

Título: Campanha Salarial: primeira rodada de negociação com as empresas aéreas termina sem proposta e calendário, Conteúdo: Dirigentes do Sindigru, da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac), e da Federação Nacional dos Trabalhadores em Transportes (FNTTAA) participaram na segunda-feira (9) da primeira rodada de negociação da Campanha Salarial dos Aeronautas e Aeroviários 2017 com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA). A reunião aconteceu no Ibirapuera Tower, em São Paulo. Neste ano, a negociação da Campanha Salarial será em conjunto com a FNTTAA. A pauta de reivindicações das categorias foi entregue  há quase 15 dias e o SNEA disse na rodada  que ainda está avaliando cuidadosamente todos os pontos. “Nosso desejo é que as negociações sejam encerradas antes da data-base das categorias, 1º de dezembro”,  pontuou o presidente do Sindicato patronal, Ronaldo Bento Trad. Para o Sindigru e as Federações, o sentimento da primeira rodada é de frustração, pois a bancada patronal não apresentou nenhuma proposta, já que a pauta foi entregue, no dia 22 de setembro, e nem o calendário de negociação. Calendário Na reunião ficou definido que as rodadas de negociação deverão acontecer de  forma alternada, na Fentac, na FNTTA e no SNEA.  A bancada patronal enviará a proposta de calendário de reuniões para as entidades até a próxima segunda-feira (16). Diante disso, a próxima rodada ainda não tem data definida. Reivindicações Neste ano, os  aeronautas e aeroviários reivindicam a reposição integral da inflação da data-base, 1º de dezembro, e ganho real (produtividade) que totaliza 5% nos salários, pisos, diárias de alimentação (exceto internacionais), vale-alimentação,  seguro de vida e  no vale-refeição. Entre as principais reivindicações sociais dos aeroviários estão: garantia de creche ao pai aeroviário; garantia de emprego ou salário à empregada que sofrer aborto; falta abonada para o aeroviário atleta; pagamento do Auxílio Maquiagem para as aeroviárias; implementação de Campanhas contra assédio moral, sexual, homofobia e discriminação; auxílio acidente e subsídio de medicamentos em casos de acidente no trabalho. Data-base A data-base das categorias é 1º de dezembro e estarão em Campanha cerca de  70 mil  aeronautas e aeroviários da base da Fentac.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.