Aprovado o novo Estatuto do Sindicato dos Jornalistas

Mínimo de 50% de mulheres na diretoria da entidade estão entre as mudanças aprovadas

Escrito por: Flaviana Serafim – Sindicato dos Jornalistas de São Paulo • Publicado em: 07/08/2017 - 11:18 Escrito por: Flaviana Serafim – Sindicato dos Jornalistas de São Paulo Publicado em: 07/08/2017 - 11:18

Cadu Bazilevski /SJSP

O novo Estatuto do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) foi aprovado pelos delegados e delegadas em votação neste sábado (5) no 15º Congresso Estadual dos Jornalistas, realizado no auditório Vladimir Herzog, no centro paulistano.

As propostas de mudança e emendas, construídas previamente em diálogo com a categoria, foram apresentadas e debatidas durante a tarde de sábado e ratificadas em Assembleia Geral Extraordinária realizada na manhã de domingo (6).

Entre as principais alterações, o sindicalizado que se tornar empregador de jornalista, ainda que temporariamente, deverá se licenciar da sindicalização enquanto for mantida a situação de empregador, define a nova redação do Inciso 3º do Artigo 11º sobre os direitos dos associados efetivos.

A mudança, aprovada por unanimidade no plenário, foi defendida com base nas regras de associação adotadas pela Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) em seu Estatuto (Artigo 5º do Capítulo IV). Na votação, os congressistas também aprovaram novas regras para a composição de chapas para disputa das eleições no Sindicato.

Outra mudança do novo Estatuto é o mínimo de 50% de mulheres na composição da Diretoria Plena, da Diretoria Executiva e nas direções de base, percentual que deve ser considerado na inscrição de chapas às eleições.

Segundo pesquisa da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), as mulheres representam mais de 50% da categoria no país, chegando a 65% nas assessorias de imprensa. A mudança, segundo as delegadas e delegados que defenderam a proposta, visa refletir esse universo do trabalho, apromixar as jornalistas da base para o Sindicato e ampliar os espaços de construção coletiva na entidade.

Reforma estatutária em diálogo com os jornalistas

As discussões para a reforma do Estatuto do SJSP começaram no último 27 de junho com a primeira de uma série de Reuniões Temáticas Preparatórias, convocadas pelo Sindicato para discutir previamente os temas centrais da pauta do 15º Congresso. Em Assembleia Geral, em 29 de maio, foi eleita uma Comissão de Sistematização que definiu o calendário de reuniões específico para debater a reforma e elaborou um anteprojeto.

O documento foi apresentado nas Reuniões Preparatórias Temáticas e os jornalistas enviaram suas propostas de alteração e emendas até o último 20 de julho. Após a série de reuniões, a Comissão organizou os pontos de acordo e as divergências e proposta final foi apresentada para análise dos delegados e delegadas no plenário do Congresso.

Além da discussão nas Reuniões Temáticas Preparatórias, a versão digital do projeto da reforma estatutária também foi divulgada previamente no site e nas redes sociais do SJSP, dando transparência ao processo de mudança.

O anteprojeto foi apresentado nas Reuniões Preparatórias Temáticas e os jornalistas enviaram suas propostas de emenda até o último 20 de julho. A versão digital do projeto da reforma também foi divulgada previamente no site e nas redes sociais do SJSP, dando transparência ao processo de mudança e em breve o documento final atualizado com o novo Estatuto será divulgado pelo Sindicato.

Sobre o 15º Congresso Estadual dos Jornalistas

“Os jornalistas e seus direitos em tempos de golpe” foi o tema central do 15º Congresso Estadual dos Jornalistas, realizado de sexta (4) a domingo (6) na sede do Sindicato.

Os desafios da profissão em meio à conjuntura de golpe à democracia e de retirada de direitos trabalhistas foram os principais temas da pauta de discussões, além da defesa dos jornalistas no serviço público e nas assessorias de imprensa, e da reforma do Estatuto do SJSP.

Título: Aprovado o novo Estatuto do Sindicato dos Jornalistas, Conteúdo: O novo Estatuto do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) foi aprovado pelos delegados e delegadas em votação neste sábado (5) no 15º Congresso Estadual dos Jornalistas, realizado no auditório Vladimir Herzog, no centro paulistano. As propostas de mudança e emendas, construídas previamente em diálogo com a categoria, foram apresentadas e debatidas durante a tarde de sábado e ratificadas em Assembleia Geral Extraordinária realizada na manhã de domingo (6). Entre as principais alterações, o sindicalizado que se tornar empregador de jornalista, ainda que temporariamente, deverá se licenciar da sindicalização enquanto for mantida a situação de empregador, define a nova redação do Inciso 3º do Artigo 11º sobre os direitos dos associados efetivos. A mudança, aprovada por unanimidade no plenário, foi defendida com base nas regras de associação adotadas pela Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) em seu Estatuto (Artigo 5º do Capítulo IV). Na votação, os congressistas também aprovaram novas regras para a composição de chapas para disputa das eleições no Sindicato. Outra mudança do novo Estatuto é o mínimo de 50% de mulheres na composição da Diretoria Plena, da Diretoria Executiva e nas direções de base, percentual que deve ser considerado na inscrição de chapas às eleições. Segundo pesquisa da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), as mulheres representam mais de 50% da categoria no país, chegando a 65% nas assessorias de imprensa. A mudança, segundo as delegadas e delegados que defenderam a proposta, visa refletir esse universo do trabalho, apromixar as jornalistas da base para o Sindicato e ampliar os espaços de construção coletiva na entidade. Reforma estatutária em diálogo com os jornalistas As discussões para a reforma do Estatuto do SJSP começaram no último 27 de junho com a primeira de uma série de Reuniões Temáticas Preparatórias, convocadas pelo Sindicato para discutir previamente os temas centrais da pauta do 15º Congresso. Em Assembleia Geral, em 29 de maio, foi eleita uma Comissão de Sistematização que definiu o calendário de reuniões específico para debater a reforma e elaborou um anteprojeto. O documento foi apresentado nas Reuniões Preparatórias Temáticas e os jornalistas enviaram suas propostas de alteração e emendas até o último 20 de julho. Após a série de reuniões, a Comissão organizou os pontos de acordo e as divergências e proposta final foi apresentada para análise dos delegados e delegadas no plenário do Congresso. Além da discussão nas Reuniões Temáticas Preparatórias, a versão digital do projeto da reforma estatutária também foi divulgada previamente no site e nas redes sociais do SJSP, dando transparência ao processo de mudança. O anteprojeto foi apresentado nas Reuniões Preparatórias Temáticas e os jornalistas enviaram suas propostas de emenda até o último 20 de julho. A versão digital do projeto da reforma também foi divulgada previamente no site e nas redes sociais do SJSP, dando transparência ao processo de mudança e em breve o documento final atualizado com o novo Estatuto será divulgado pelo Sindicato. Sobre o 15º Congresso Estadual dos Jornalistas “Os jornalistas e seus direitos em tempos de golpe” foi o tema central do 15º Congresso Estadual dos Jornalistas, realizado de sexta (4) a domingo (6) na sede do Sindicato. Os desafios da profissão em meio à conjuntura de golpe à democracia e de retirada de direitos trabalhistas foram os principais temas da pauta de discussões, além da defesa dos jornalistas no serviço público e nas assessorias de imprensa, e da reforma do Estatuto do SJSP.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.